Postado em 25 de outubro de 2017

Homens sofrem de apneia e mulheres com insônia? Descubra os motivos



Estudos realizados pelo Instituto do Sono apontam que cerca de 43% da população brasileira sofre com distúrbios do sono. Sem dúvidas, um número importante que merece atenção. Alimentação desregrada, consumo de álcool em excesso, cigarro, falta de exercícios físicos e estresse são itens que juntos não fazem uma boa combinação. Isso é, todos esses fatores acabam prejudicando necessariamente em uma noite de sono (que deveria) ser bem dormida.

Todos nós sabemos as propriedades do sono, isso é, o quanto ele é regenerativo. Por isso mesmo, não se pode levar o sono na brincadeira. Sono é coisa séria e a falta dele, causa uma série de efeitos colaterais. Homens ou mulheres, de idades variadas, parece que todo mundo está sofrendo. Parece que, realmente, muitas pessoas não estão conseguindo dormir. Por que será que isso está acontecendo?

Uma pesquisa recente realizada esse ano pela Universidade de Queesland, na Austrália, revela que as mulheres apresentam sintomas mais gritantes de insônia e sonolência diurna. Enquanto que os homens tendem a ter mais casos de apneia do sono. Homens possuem estreitamento da via aérea superior que fica mais propensa ao ronco. As mulheres podem ter mais problemas principalmente no ciclo menstrual. Já que elas têm dificuldade para iniciar ou manter o sono, além de também lidar com o despertar precoce.

Cuidado com o ronco: a apneia do sono

Como comentado anteriormente, a apneia do sono, significa literalmente paradas respiratórias ou perdas de ar. Ou seja, quando você tem apneia e está dormindo, o ar para de fluir para os pulmões por 10 segundos ou mais. Isso é, você realmente fica sem respirar por alguns instantes. Um dos principais sintomas é o ronco e a sonolência diurna, embora muitos não percebam. Além disso, um dos tratamentos mais eficazes para tratamento da apneia do sono é a utilização do CPAP. Que é um equipamento capaz de produzir uma pressão constante de ar, atravessando as vias respiratórias e mantendo-as abertas.

Contando carneirinhos? Cuidado com a insônia

Por outro lado, entende-se por insônia a dificuldade de dormir ou o sono fragmentado. Ficar sem dormir ou ter efeitos colaterais durante o dia como irritabilidade, déficit de atenção e perda de memória são problemas comuns dessa doença.

Como dormir bem?

Sejam aquelas dicas antigas da vovó para tomar chá de camomila ou suco de maracujá. Seja ouvir os conselhos dos médicos quando falam sobre desligar qualquer tipo de luz, desacelerar, ingerir alimentos leves e tentar colocar os problemas no papel. Todas essas dicas são válidas e auxiliam na higienização do sono.

Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on LinkedIn

2019 SANTA CATARINA - Desenvolvimento Agência Desenvolvido por Agência Insane ®